Tão na minha

Nem em outra, nem na mesma. Na minha.

Meu coração já não tem espaço para amores antigos. Não tenho costume de reler livros. Leio, me apaixono pela história, me apego. Mas se a trama chegou ao final, guardo (com carinho) um lugar para ela em memória e nada mais.

Amores novos estão por aí à minha espera. Trago a mente aberta e preparada para recebê-los, quando e se aparecerem. Mas, ah… não tenho pressa nenhuma…

Até encontrar um novo amor em outra pessoa, continuarei buscando novos amores em mim mesma. E, quando encontrar, terei meu coração dividido. Porque eu fiquei tão na minha! A cada dia me encanto mais.

Quem chegar terá que entender que alguém já dominou o lugar e que não poderá ter meu coração. Afinal, entreguei-o pra mim e agora ele é meu e de mais ninguém. Tô tão na minha, que daqui não saio e de mim ninguém me tira.

(Foto: Laia Vilarrasa)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s